Os perigos dos óleos essenciais: por que produtos naturais nem sempre são seguros.


Essa tendência de viver o mais naturalmente possível tem se fortalecido há anos, mas acredite nos profissionais: os óleos essenciais não são para todos.


À primeira vista, eles parecem totalmente seguros. Quão prejudicial pode ser desfrutar de aromas como lavanda, limão e eucalipto? O surgimento de marcas como Doterra e Young Living, com seus lindos difusores que combinam com qualquer decoração da casa, e a nova tendência de colocar óleos essenciais em sachês, difusores elétricos ou com varetas, fazem com que essa promoção ao bem-estar pareça totalmente inofensiva.


Palavras e frases como "terapêutico" facilitam a atração por óleos com aromas ricos. As pessoas costumam presumir que "natural" significa seguro, mas há muitos compostos naturais e muitas substâncias "boas" que não mostraram nenhum benefício em estudos e pesquisas.


Este conceito também se aplica aos óleos essenciais. Sim, eles são naturais e derivados de plantas, mas vale a pena dar uma olhada antes de colocar qualquer óleo em seu difusor ou sua pele.


A segurança de qualquer óleo essencial depende muito da pessoa que o usa, mas como qualquer produto vegetal, esses óleos podem contribuir para a irritação da pele, sintomas respiratórios e até mesmo sintomas relacionados aos hormônios.


Óleos essenciais e alergias



A principal e mais imediata consequência para a saúde do uso de óleos essenciais são provavelmente os sintomas de alergia. Você saberá se teve uma reação alérgica a um óleo essencial, pois isso resultará em sintomas típicos, como coceira, lacrimejamento, nariz escorrendo, espirros e congestionamentos. O uso tópico de óleos essenciais pode resultar em sintomas de alergia dermatológica, incluindo vermelhidão, urticária, coceira e inchaço da pele.


O Dr. Sanjeev Jain, alergista e imunologista diz que, embora os sintomas da alergia dependam da via de administração (inalação vs aplicação tópica), não é incomum que as pessoas tenham os dois ao mesmo tempo.


Se você suspeitar que está tendo uma reação alérgica a um óleo essencial, pare de usar o produto, diz o médico, e consulte seu alergista ou dermatologista para uma avaliação mais detalhada.


Quais óleos essenciais são seguros?



No momento, a maioria dos óleos essenciais é considerada segura com o uso adequado, e vários estudos relatam benefícios à saúde de diferentes óleos. Isso não significa que eles não apresentem desvantagens.


Por exemplo, um estudo de 2019 mostra que os óleos essenciais de eucalipto e gengibre podem contribuir para a saúde, desde que sejam puros e de qualidade. Muitas marcas no mercado comercializam óleos diluidos com outras substâncias. Exija sempre laudo técnico e resultados da cromatografia deles.


Aqui estão apenas mais alguns exemplos dos benefícios e desvantagens dos óleos essenciais:


O eucalipto é calmante, mas pode causar convulsões se ingerido.

A camomila pode ajudá-lo a relaxar, mas as pessoas com alergia a ambrósia, margaridas e outras plantas similares podem ter reações graves.


A hortelã-pimenta é apreciada pelo efeito refrescante que tem na pele, mas também é conhecida por causar erupções cutâneas, ardor e rubor, dentre outros efeitos colaterais.


O alecrim não é recomendado para hipertensos, pois acredita-se que ele eleva a pressão arterial. Estudos recentes vem confirmando a necessidade de cautela no uso do óleo nesses indivíduos.


Os óleos cítricos, como laranja, limão, bergamota, grapefruit, dentre outros, são fotossensíveis, por essa razão, podem causar danos à pele se exposta ao sol. Recomenda-se o uso de bloqueador solar acima de 50.


Novamente, é difícil fazer uma lista de óleos essenciais a serem evitados, pois as pessoas podem ter reações diferentes a óleos diferentes. Somente cada indivíduo pode saber quais devem ser evitados provando-os, mas depende de você verificar os riscos do óleo essencial que deseja usar e usá-los com segurança.


Como usar óleos essenciais com segurança


Se você quiser desfrutar dos óleos essenciais, essas dicas podem manter a aromaterapia segura para você.


- Fale com o seu médico antes de usar se estiver grávida ou tiver quaisquer problemas de saúde. - Pare de difundir óleos essenciais que causam sintomas de alergia, como tosse, espirros ou olhos lacrimejantes.

- Faça um teste antes de usar um óleo essencial na pele. Para realizar um teste, coloque um pouco do produto em uma pequena área da pele. Se você desenvolver sintomas dermatológicos, lave a região com água em abundância e não use esse óleo na pele novamente. Lembrando novamente que cada pessoa reage diferentemente a cada óleo, tomando as devidas precauções, eles serão um aliado no tratamentos de condições como o estresse, ansiedade e problemas cutâneos.


É isso pessoal, espero que essas orientações ajudem vocês a usar e usufruir das maravilhas que os óleos essenciais podem proporcionar. Lembrando que os produtos Terra Nossa são formulados com ingredientes 100% puros. Da uma olhadinha na nossa loja virtual: https://www.terranossacosmeticos.com.br/loja .


Abs Lurai.

13 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo